3 de dez de 2008

Verdes Olhos


Verdes olhos,
olhos verdes
Sombrios e belos
Face desprovida de emoção
Rompendo todos os elos
Sem demonstrar disposição
Observadora passiva
Queimando minha alma
Qual água viva
Devorando toda a calma
Que pensei existir
E já tarde descobri
Que lindos são seus olhos
Seu sorriso contido
Desvendendo sem querer nada mostrar
Mexendo tanto comigo
Que busca um motivo encontrar
Ao menos para te conhecer o nome.

Under AC

Um comentário:

  1. Linda poesia Bárbara é magnifica, consseguiu nos olhos verdes me emocionar lindo amigaaaaaaaa!

    ResponderExcluir

comentários apenas sobre poesias.